NÃO É NECESSÁRIO RESERVA | FECHADO COM PREVISÃO DE CHUVA | IMPORTANTE! LIGAR PARA (11) 2908-0125 NO DIA DA VISITA PARA CONFIRMAR ABERTURA
/, Natureza/Como as borboletas ajudam a manter o ecossistema?

Como as borboletas ajudam a manter o ecossistema?

Hoje, sabemos que as borboletas ajudam a manter o ecossistema. Porém, muito antes da invenção da câmera, Maria Sibylla Merian (1647-1717) fundiu sua paixão pela arte e pelo mundo natural com o objetivo de pintar belas imagens de flores, plantas e, mais tarde, insetos. Naquela época, os insetos eram considerados “bestas do diabo”. Graças a suas ilustrações vívidas de seus ciclos de vida, Maria Sibylla Merian revolucionou o estudo científico dos insetos.

Com apenas treze anos de idade, ela começou a coletar insetos. Portanto, as usou como espécimes para pesquisa. Uma de suas primeiras observações foi uma metamorfose de bicho-da-seda. Ao documentar os ciclos de vida de borboletas, mariposas e outros insetos, ela descobriu que muitos insetos passam por estágios precisos de desenvolvimento. Dessa forma, suas descobertas foram refletidas em suas pinturas. Seus desenhos detalhados ilustraram como os insetos podem mudar de minúsculos vermes em lindos seres alados. Essa descoberta contradizia a antiga teoria de que insetos eram “feitos de barro”. Por conseqüência, mudou para sempre a forma como as pessoas viam a borboleta e muitos outros insetos.

O trabalho que Merian fez para mudar a percepção do público sobre a borboleta, serviu de base para nossos estudos atuais dessas belas criaturas. No tempo de Merian, esses animais eram temidos como crias do demônio. Hoje sabemos que esses incríveis insetos – as borboletas – ajudam a manter o ecossistema e por isso são de enorme importância. Visto que, suas alimentações, reprodução e vida cotidiana têm um efeito sobre outras espécies, incluindo os humanos. Por isso,  com populações de muitas espécies de borboleta diminuindo, é importante entender o efeito que a perda da borboleta terá na Terra. É um caso comum do “Efeito Borboleta”.

Borboletas e o ecossistema

Borboletas são encontradas em todos os continentes, exceto na Antártida. Os EUA, sozinho, abrigam cerca de 700 espécies diferentes desse lindo e amado inseto. As borboletas desempenham vários papéis no ecossistema. Elas, por exemplo, atuam como polinizadores e como fonte de alimento para outras espécies, agindo como um importante conector, assim ,borboletas, ajudam a manter uma rede próspera de ecossistema.

Plantas polinizadoras

Quase 90% de todas as plantas precisam de um polinizador para se reproduzir e, à medida que as populações de abelhas diminuem, o papel da borboleta se torna ainda mais vital. Sem esses maravilhosos insetos, muitas espécies de plantas seriam incapazes de se reproduzir. Além disso, suas populações diminuiriam drasticamente sem a presença da borboleta. Por conseqüência, veríamos esse efeito em várias espécies de plantas, incluindo flores silvestres que amamos. Em outras palavras, essa perda de vida vegetal afetaria animais e humanos.

As borboletas também fornecem assistência para a variação genética nas espécies de plantas das quais coletam néctar. Muitas espécies de borboletas migram por longas distâncias. Dessa forma, permitem que o pólen seja compartilhado entre grupos de plantas distantes umas das outras. Como resultado, as plantas são ajudadas a serem mais resistentes contra doenças e o que lhes dá uma chance melhor de sobrevivência.

Diferentes espécies de borboletas podem até mesmo fornecer controle eficaz de pragas. Elas  mantêm assim, naturalmente, as populações de plantas saudáveis ​​e livres de doenças.

Fornecendo Alimentos para Outros Animais

As borboletas também atuam como um membro inferior da cadeia alimentar. Ou seja, elas são uma refeição saudável para um grande número de animais, incluindo pássaros e ratos. Dessa forma, com as populações de borboletas diminuindo, igualmente diminuem, as populações de pássaros e outros animais que dependem delas como fonte de alimento.

Essa perda da borboleta é o começo do “efeito borboleta”, pois ela continuará a afetar todo o ecossistema, subindo os níveis tróficos. Quase dois terços de todos os invertebrados podem ser conectados de volta à borboleta na cadeia alimentar. A perda deste inseto aparentemente insignificante poderia, potencialmente, colapsar ecossistemas inteiros que dependem tão fortemente deles. Afinal, como borboletas ajudam a moldar e a manter o ecossistema, e por que  precisamos protegê-los?

Ameaças para as borboletas

A mudança e a perda de hábitos, bem como a mudança climática, são as maiores ameaças às borboletas hoje em dia. Estes insetos delicados são incrivelmente sensíveis às mudanças climáticas e à perda de habitat. Por esse motivo,  exigem condições ideais para que seus ovos amadureçam. Essa sensibilidade, embora útil para monitorar a saúde de nossos ecossistemas, é uma queda para a sobrevivência de muitas espécies de borboletas. Sabemos que as borboletas ajudam a manter o ecossistema. Dessa forma, uma abundância de borboletas indica um ecossistema saudável. Por outro lado, se houver uma mudança sutil no ambiente, pode provocar uma queda extrema na população de borboletas. Embora a mudança climática tenha causado uma quantidade significativa de danos às populações de borboletas, outras ações humanas também estão implicadas no declínio das borboletas.

Borboletas monarcas, em particular, estão sofrendo com essas ameaças. Essas belezas cor de laranja e preto já foram comuns, mas agora sua população caiu 90%. O World Wildlife Fund e outras organizações se uniram e determinaram que a perda da Serralha, planta da qual esta espécie se alimenta é a razão do drástico declínio nos números. Curiosamente, a expansão de culturas geneticamente modificadas em toda a América do Norte tem sido associada à dizimação da serralha.

A Monarca não está sozinho em sua luta. Muitas outras espécies de borboletas estão sofrendo ameaças similares e declínio populacional. Porém, há uma maneira de ajudar esses maravilhosos insetos.

Como você pode auxiliar as borboletas na tarefa de manter o ecossistema saudável:

  1. Primeiro de tudo, nunca capture uma borboleta. Se você remover um membro de uma espécie que já está lutando, você está contribuindo para a árdua batalha que eles devem lutar pela sobrevivência. Se você tem filhos, incentive-os a deixar as borboletas sozinhas para voar livremente. Nós devemos fazer mais do que admirar sua beleza. Nós devemos protegê-los.
  2. Como as abelhas, as populações de borboletas também podem ser prejudicadas por pesticidas. Então, ótima maneira de ajudar esses insetos a sobreviver é:
  • Comer mais alimentos orgânicos
  • Evitar pesticidas em seu paisagismo pessoal
  • Começar a cultivar a serralha e outras plantas de néctar em seu próprio jardim.

Você também pode ajudar assinando esta petição para salvar as borboletas monarcas. Esses insetos precisam da nossa contribuição e precisamos das  borboletas, pois nos ajudam a manter o ecossistema saudável!

Fonte: http://www.onegreenplanet.org/environment/how-the-butterfly-can-shape-an-ecosystem-and-why-we-need-to-protect-them/

2018-12-06T11:52:49+00:00