A importância de conectar as crianças à natureza durante o COVID19

A disseminação do COVID-19 está tendo um impacto inimaginável em nossas vidas. Nesse meio tempo, em um esforço para evitar a propagação desta temida doença, somos solicitados a fazer grandes mudanças que são desafiadoras para adultos e crianças.

Durante esse período, tenho certeza de que todos estamos procurando maneiras de preencher o vazio criado por sermos privados de ficar fora de casa. Dessa forma, gostaria de sugerir um esforço valioso que você e sua família possam fazer juntos.

Durante décadas, estudos mostram que as crianças estão perdendo rapidamente o contato com a natureza. Os especialistas acreditam que uma das principais razões para essa desconexão com a natureza é que os jovens passam pouco tempo ao ar livre. Um estudo revelou atualmente o jovem americano médio gasta mais de sete horas por dia com os olhos colados em dispositivos eletrônicos. Em comparação, eles gastam apenas quatro a sete minutos ao ar livre! Será que seu filho sabe as borboletas que vivem no seu bairro?

Acredita-se que uma das ramificações dessa disparidade é a incapacidade dos jovens em identificar as plantas e os animais que vivem em sua vizinhança. Essa crença foi confirmada por um estudo em que os pesquisadores descobriram que uma criança de 10 a 14 anos de idade não pode identificar 10 plantas nativas que crescem nas proximidades, mas pode reconhecer 1.000 logotipos corporativos.

Você conhece o transtorno do déficit de natureza?

Se você está preocupado que seus filhos tenham o que os educadores em conservação costumam chamar de “transtorno do déficit de natureza”? Por que não aproveitar o tempo extra do isolamento social para incentivar a apreciação da natureza? Não há lugar melhor para começar essa jornada de descoberta do que ao redor da sua residência. Muitos jardins ou áreas comuns de apartamentos abrigam uma incrível variedade de plantas e animais. Eles formam salas de aula ao ar livre ideais para conectar as crianças à natureza.

Cada época do ano é totalmente diferente para a natureza. No dia a dia corrido das áreas urbanas, nem sentimos essa mudança nos animais e plantas.  Se você decidir liderar seus filhos nessa aventura, é importante que você se aproxime de seu papel de mentor, cheio de entusiasmo. Não se preocupe se você não consegue identificar tudo o que encontrará nas suas incursões: ninguém consegue. Apenas seja franco e diga a seus filhos que você vai explorar essa incrível diversidade de vida juntos.

É muito provável que você já tenha muitas coisas de que precisará, como binóculos, caderno, câmera (as câmeras de celular funcionam bem) e uma lupa. Para um contato mais rico com essa vida selvagem, é importante mover-se devagar e silenciosamente. Evite fazer movimentos rápidos. Pare com frequência e observe com atenção.

Ao procurar plantas, mantenha os olhos abertos até para a menor planta. Embora existam plantas com flores de tirar o fôlego, por serem muito pequenas, elas geralmente são negligenciadas.Incentive seus filhos a fotografar as várias plantas e animais que encontrarem. Estou impressionado com a qualidade das fotos que podem ser tiradas com os celulares mais modernos. Essas fotos serão úteis ao tentar identificar suas descobertas posteriormente.

Uma boa maneira de começar é levar seus filhos a passear pelo seu quintal ou em áreas verdes de condomínios. Saliente a diversidade da vida que vive lá. Estou certo de que a maioria dos jovens não tem idéia de quantas criaturas e plantas diferentes vivem tão perto delas. Se uma criança demonstrar grande interesse em um dos animais ou plantas, concentre seus esforços nele.

Algumas dicas para conectar seu filho à natureza

Se você estiver procurando por atividades ao ar livre que possam interessar, a Internet está repleta de sites com uma incrível lista de atividades que podem ser realizadas nos quintais. Aqui está uma breve amostra:

  • O GoExploreNature.com oferece 10 momentos de aprendizado em seu quintal.
  • Os pássaros costumam cativar a imaginação das crianças. O site da Sociedade Audubon de Massachusetts, www.massaudubon.org, ostenta “Nossos Amigos de Penas”, um guia para ensinar as idades de 3 a 5 sobre pássaros.
  • As crianças adoram coletar insetos; no entanto, às vezes esses bichos de seis patas são difíceis de identificar. BugGuide.net é um ótimo recurso para identificar insetos. O site possui galerias de fotos de grupos de insetos, incluindo fotos enviadas pelo público e identificadas por especialistas de todo o país. Se seu filho não conseguir encontrar o inseto que fotografou, poderá enviar a foto para identificação.
  • O aplicativo Merlin ID do Laboratório de Ornitologia da Cornell University é uma ferramenta popular usada pelos iniciantes. Este aplicativo gratuito pode ser usado para identificar pássaros em duas etapas rápidas.
  • Uma nota final, incentive seus filhos a se envolverem em brincadeiras não supervisionadas. As crianças costumam fazer incríveis descobertas ao ar livre por conta própria.

A ameaça do COVID19 vai durar ainda algum tempo e temos que concentrar nossos esforços para conectar as crianças à natureza. Enquanto estamos fazendo nossa parte para conter a propagação da doença, o tempo que passamos com nossos filhos tentando promover sua apreciação pelo mundo natural pode enriquecer suas vidas e ajudá-los a se tornarem adultos com um carinho maior pela natureza. O desaparecimento das borboletas é algo preocupante e precisamos de adultos mais conscientes e ativos na defesa do meio ambiente. Vamos tentar!

Fonte: https://georgiawildlife.com/out-my-backdoor-connect-kids-nearby-nature