As borboletas são um dos insetos mais famosos do mundo! Hoje você vai descobrir 10 curiosidades sobre borboletas que você não sabia.

As asas de borboleta são transparentes

Como assim? Afinal conhecemos as borboletas como os insetos mais coloridos e vibrantes que existem! Apesar disso, a base das suas asas são transparentes. A cor é resultado de milhares de microscópicas escamas que refletem a luz em diferentes cores. As asas são formadas por camadas de quitina – assim como a  proteína que compõe o exoesqueleto de um inseto. Essas camadas são tão finas que você pode ver através delas. Posteriormente, com o envelhecimento da borboleta, as escamas caem das asas. Dessa forma pequenas manchas de transparência surgem onde a camada de quitina é exposta. Essa característica tem inspirado inovações humanas. As curiosidades sobre borboletas não param por aqui….;)

Borboletas sentem o gosto com os seus pés

As borboletas têm receptores de sabor nos pés para ajudá-las a encontrar as plantas hospedeiras. Dessa forma uma borboleta pousa em plantas diferentes, batendo as folhas com os pés até que a planta libere seus sucos. Como resultado a borboleta escolhe onde se alimentar ou o lugar ideal para colocar os ovos. Isso ocorre através de espinhos na parte de trás das pernas. Elas possuem receptores químicos que identificam a planta correta.

Borboletas vivem em uma dieta totalmente líquida

Falando em alimentação, as borboletas adultas só podem se alimentar de líquidos. Dessa forma sua “bocas” são modificadas para permitir que eles bebam substâncias líquidas. Porém não conseguem mastigar nenhum tipo de alimento. Como resultado elas possuem uma espirotromba, que funciona como um canudo. Ela permanece enrolada sob o queixo da borboleta até encontrar uma fonte de néctar ou outra nutrição líquida. A estrutura longa e tubular se desenrola e suga sua refeição. Algumas espécies de borboletas se alimentam de seiva, outras de frutas em decomposição e algumas até recorrem a beber goles de carniça!

Uma borboleta deve montar sua própria espirotromba rapidamente

Uma das curiosidades sobre borboletas mais incrível! Uma borboleta que não pode beber néctar está condenada. Dessa forma um de seus primeiros trabalhos como borboleta adulta é montar sua “boca” – a espirotromba. Quando um novo adulto emerge sai da pupa, sua boca está dividida em duas partes. Usando palpos localizados adjacentes à espirotromba, a borboleta começa a trabalhar as duas partes juntas para formar uma “boca” única. Assim você pode facilmente uma borboleta recém-nascida enrolando e desenrolando a tromba repetidamente, testando-a.

Borboletas bebem em poças de lama

Uma borboleta não pode viver apenas de açúcar, sendo assim também precisa de minerais. Para complementar sua dieta de néctar, uma borboleta ocasionalmente suga poças de lama, ricas em sais e minerais. Esse comportamento ocorre com mais frequência nas borboletas masculinas, que incorporam os minerais no esperma. Assim esses nutrientes são transferidos para a fêmea durante o acasalamento e ajudam a melhorar a viabilidade de seus óvulos.

As borboletas não podem voar se estão frias

As borboletas precisam de uma temperatura corporal ideal de cerca de 29 graus célcius para voar. Porém, como são animais de sangue frio, não podem regular a temperatura de seu próprio corpo. Nesse sentido necessitam da temperatura ideal do ar circundante. Se a temperatura do ar cai abaixo de 12 graus, as borboletas ficam imobilizadas – incapazes de fugir dos predadores ou se alimentar. Os dias mais frios exigem que uma borboleta aqueça seus músculos de voo, tremendo ou se aquecendo ao sol.

Uma borboleta recém-nascida não pode voar

Dentro da pupa, uma borboleta em desenvolvimento fica com as asas colapsadas ao redor do corpo. Logo depois que se liberta da pupa, sai com suas asas úmidas e murchas. A borboleta deve bombear imediatamente o fluido corporal pelas veias das asas para expandi-las. Uma vez que suas asas atingem seu tamanho máximo, a borboleta deve descansar por algumas horas para permitir que seu corpo seque e endureça antes de poder fazer seu primeiro voo.

Borboletas costumam viver apenas algumas semanas

Quando emerge da pupa quando adulta, uma borboleta tem apenas duas a quatro semanas para viver, na maioria dos casos. Durante esse tempo, concentra toda sua energia em duas tarefas: comer e acasalar. Algumas das menores borboletas, podem sobreviver apenas alguns dias. No entanto, as borboletas que hibernam quando adultos, como monarcas, podem viver até seis meses.

As borboletas são míopes, mas podem ver cores

A uma distância de até 3 metros, a visão da borboleta é bastante boa. Qualquer coisa além dessa distância fica um pouco embaçada. Apesar disso, as borboletas veem muitos mais cores que os humanos. A princípio elas enxergam também cores ultravioletas. As próprias borboletas podem até ter marcações ultravioletas em suas asas para ajudá-las a se identificar e a encontrar parceiros em potencial. As flores também exibem marcações ultravioletas que agem como sinais de trânsito para os polinizadores que chegam, como as borboletas.

Borboletas empregam truques para evitar serem comidas

As borboletas têm uma classificação muito baixa na cadeia alimentar, com muitos predadores famintos felizes em fazer uma refeição deles. Portanto, elas precisam de alguns mecanismos de defesa. Algumas borboletas camuflam suas asas para se misturar ao fundo, ficando invisíveis aos predadores. Outras tentam a estratégia oposta, usando cores e padrões vibrantes que anunciam ousadamente sua presença. Insetos de cores vivas costumam ser tóxicos se consumidas, assustando os predadores.

Você conhece outras curiosidades sobre borboletas?

São milhares de espécies no mundo inteiro, gerando diversas curiosidades sobre borboletas. Você conhece alguma? Dessa forma, compartilhe com a gente.

Fonte: https://www.thoughtco.com/fascinating-facts-about-butterflies-1968171